Olá! Sejam bem-vindos ao nosso blog, criado com o intuito de vos ajudar a conhecer melhor o mundo da sexualidade. Aqui iremos tentar responder da melhor maneira às vossas dúvidas acerca do tema. Obrigada pela atenção.

Posts recentes

Panfleto e Cartaz informa...

Resultado dos Inquéritos

Inquérito realizado aos a...

Contracepção

Consulta de Planeamento F...

O que é a sexualidade? E ...

Apresentação

Arquivos

Abril 2010

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

Consulta de Planeamento Familiar e Ginecológica

 É importante estares informado sobre tudo o que te rodeia e, essencialmente, sobre a sexualidade, a saúde sexual e reprodutiva e sobre o teu corpo. É essencial falares com os teus pais – apesar de por vezes parecer um pouco estranho – com os teus  amigos e com o teu (tua) parceiro(a) para obteres mais informação que te ajudem a tomar certas decisões e a esclarecer dúvidas. Por outro lado, podes optar por ir a uma consulta de Planeamento Familiar, ao ginecologista (no caso das raparigas) ou ao urologista (no caso dos rapazes).

 
Todas as mulheres podem ir a uma consulta ginecológica ou de Planeamento familiar, independentemente da sua idade. A primeira consulta deste género deve acontecer no inicio da adolescência, independentemente de teres iniciado ou não a tua vida sexual, mas é essencial que pelo menos tenhas a primeira consulta no ginecologista após o início da tua vida sexual ou quando tiveres queixas a nível ginecológico. A primeira consulta não tem realmente uma idade certa, depende da tua maturidade psicológica e física.

Em relação às consultas de Planeamento Familiar, todos os jovens têm direito de recorrer a elas. Estas consultas são gratuitas e anónimas e podes ir sozinha(o), se assim o entenderes, não precisando da autorização dos teus pais. Podes marcar a tua consulta de Planeamento Familiar em qualquer Centro de Saúde que tenha gabinete de atendimento, em alguns hospitais e maternidades. Tens ainda ao teu dispor os serviços dos Gabinetes de Apoio à Sexualidade Juvenil ou Centros de Atendimento a Jovens das Delegações Regionais do Instituto Português da Juventude. Em todos os centros de saúde existem também contraceptivos para distribuição gratuita aos utentes.

 

Na consulta de Planeamento Familiar, o médico dá-te variadas informações, essencialmente sobre métodos contraceptivos, caso pretendas, ajuda-te a escolher o método contraceptivo mais adequado para ti e disponibiliza-to de forma gratuita. Deves voltar posteriormente a uma consulta deste género para ver como te estás a adaptar ao método contraceptivo e corrigir possíveis erros, para adquirires mais contraceptivos gratuitos ou para esclarecer dúvidas que possam ter surgido.

 

As consultas de ginecologia existem em Centros de Saúde, Hospitais e em consultórios privados e tal como nas consultas de Planeamento Familiar, se quiseres podes ir sozinha à consulta. Acima de tudo, é fundamental que não escondas nada do teu médico para que ele te possa examinar e tratar correctamente ou recomendar-te o método contraceptivo mais adequado uma vez que o médico não pode contar aquilo que tu dizes, mesmo que sejas menor de idade.

 

Deves ir regularmente ao ginecologista, mesmo que nunca tenhas tido relações sexuais. Mas as razões que te devem levar mesmo a ir a uma consulta ao ginecologista são:

 

·    Quando decidires iniciar a tua vida sexual

·   Quando existem alterações nos ciclos menstruais, na palpação da mama ou nas características das secreções vaginais

·   Quando aparecem caroços, vermelhidão, comichão ou ardores na área genital ou nódulos nas mamas

·     Quando tens acne ou dor a urinar

·     Por causa do crescimento mamário e dos pêlos 

 

Os exames feitos na primeira consulta são bastante importantes para tratar algumas doenças frequentes e que se forem detectadas a tempo podem ser tratadas. O primeiro exame a ser realizado é o colpocitologia ou citologia vaginal e serve para fazer o rastreio do colo do útero. O segundo exame é a ecografia ginecológica que permite visualizar o útero, trompas e ovários, podendo desta forma serem diagnosticados miomas, lesões, quistos e tumores caso existam. Ainda se podem realizar os exames laboratoriais que denunciam a presença de infecções, doenças sexualmente transmissíveis e fungos.

 

Na primeira consulta, o médico começa por te colocar questões de rotina, como por exemplo quando te surgiu a primeira menstruação, se o teu ciclo menstrual é regular, se tens dores quando estás menstruada, se já tiveste relações sexuais, se utilizas métodos contraceptivos, se existe alguma doença crónica na tua família entre muitas outras.

 

Depois inicia o exame citologia vaginal. Com o primeiro exame (citologia vaginal). Este exame não dói, mas é essencial que estejas à vontade e relaxada para que tudo seja facilitado. Para fazeres o exame, tens de te despir da barriga para baixo e ficares deitada de barriga virada para cima na mesa ginecológica, com os pés apoiados num suporte e as pernas afastadas. O médico usa essencialmente as mãos com luvas, podendo também recorrer a alguns instrumentos como é o caso do espéculo ou a espátula. O primeiro instrumento é inserido na vagina para afastar as paredes a fim de poderem ser examinadas. Se o teu hímen ainda estiver intacto (se ainda não perdeste a virgindade), o médico vai usar instrumentos mais estreitos já que este exame não te rompe o hímen. Caso te interesse, podes pedir ao médico para te mostrar, com a ajuda de um espelho, como é a tua vagina e o teu colo do útero. Não hesites em pedir-lhe para te ir explicando o que vai fazendo. Com a ajuda de uma espátula, o ginecologista retira uma amostra de células da mucosa do colo do útero. É também feito o toque bi-manual, em que o médico introduz dois dedos na vagina e ao mesmo tempo coloca a outra mão sobre o abdómen, com o objectivo de sentir os teus órgãos genitais e ver se está tudo normal. O médico também poderá fazer palpação do peito para verificar se existem ou não caroços. O exame termina, as amostras vão para o laboratório para que posteriormente sejam analisados os resultados. 

Podes também pedir informação através dos contactos de apoio que te sugerimos na barra lateral do blog e futuramente iremos postar um artigo em que falaremos dos exames que são feitos numa consulta urológica. Se tiveres alguma dúvida não hesites em colocar através de um comentário.
Publicado por sexualidadeadolescencia às 15:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
6 comentários:
De Anónima a 23 de Novembro de 2009 às 20:32
Olá, eu tomo a pílula contraceptivo e disseram-me que se eu tomasse o comprimido sem água que ele se podia colar na garganta e não fazer efeito. Isto é mesmo verdade?
De anonimo a 23 de Novembro de 2009 às 20:33
se uma rapariga km herpes labial fizer me sexo oral eu apnho herpes genital?
De Anónimo a 23 de Novembro de 2009 às 20:37
É verdade que o cancro do colo do útero pode ser detectado numa simples ida ao ginecologista?

(têm um blog muito interessante!)
De anonimo a 23 de Novembro de 2009 às 20:42
qual a probabilidade de apanhar uma IST/DST numa casa de banho publica?
De Anónimo a 24 de Novembro de 2009 às 09:27
Quando temos uma infecção no útero, o nosso desejo sexual diminuí?
De Anónimo0 a 24 de Novembro de 2009 às 09:58
A pílula interfere no desejo sexual?

Comentar post

Pesquisar neste blog

 

Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Linhas de Apoio

Linha OPÇÕES 707 200 249